CLIc: uma janela aberta às mentalidades coletivas

A literary think tank

O Clube de leituras não obrigatórias

Fundado em 28 de Setembro de 1998

15 de fevereiro de 2014

Uma noite memorável

CLIc 15 anos: entre livros e amigos


by Rita Magnago


Sempre adoro estar com o Clube em nossas reuniões mensais, mas ontem foi hipersuperespecial, uma noite para ficar registrada no sempre da memória. Sorrisos, boas conversas, abraços, beijos, livros, autógrafos, vinho, brincadeiras, declamações, música, poesia, leituras, apresentações, fotos, champagne, simpatia por todo o lado. 





Principais destaques

Gracinda nos brindou com uma de suas maravilhosas dinâmicas, planejada para a ocasião com carinho e delicadeza. Dez leitores citaram personagens marcantes de livros lidos pelo CLIc que gostariam de encontrar, em que local e o que perguntariam. Em breve você vai conferir aqui mais detalhes da dinâmica.


Em seguida Ilnéa leu para nós seu “Pequeno poema para a Lua do Espreitador”, dedicando-o aos 15 anos do Clube. Lindo, lindo, lindo, também em breve será disponibilizado aqui.


Depois, Elenir declamou alguns de seus belos haicais, explicando que haicai, na verdade, é para ser lido e sentido, mas ela não se furtou a atender ao pedido da amiga. Obrigada, querida. Aguarde para breve os haicais de Elenir.


Chegamos então ao mini café-concerto, gentil e ardorosamente preparado por Dília e Cristiana. Elas se esmeraram em selecionar trechos de textos poéticos dos autores do CLIc, os quais ganhamos um verdadeiro upgrade em suas vozes possantes.




Dando um brilho todo especial à noite, de lua cheia, por sinal, a voz de Zezé nos fez balançar corpo e coração, acompanhada pelo violão do músico contratado por Dília para a ocasião festiva.


Aplausos para a apresentação maravilhosa das meninas

Fechando o café-concerto, Sr. Antonio, dono da Guttemberg, fez sua já famosa e sempre perfeita performance de "Cântico negro".


Chegada a hora da foto dos autores presentes. Todos felizes e envaidecidos com o sucesso do Clube e do lançamento.

Sentimos falta dos presenciais Benito, Eloisa, Rose P.,
Fernando e dos virtuais Hélio, Luzia, Rose T. e Sonia.
Luiz Gravi, cadê você? 


Norma, a fundadora do CLIc, Evandro, nosso concièrge e membro desde os primórdios, e Emmanuel, o responsável por levar o clube para a UFF, posam para a posteridade.

Cintia, faltou você nesta foto, a grande e incessante arquiteta do livro

Casa cheia, leitores do CLIc, inúmeros convidados, possíveis novos membros do Clube, alguns já se apresentando à galera, Terezinha nos acolhendo, hum, tudo maravilha. 

  
 


Saímos ainda com disposição para esticar a comemoração, desta vez no Espaço 29, sugestão da Marlie. Foram necessárias duas mesas compridas e depois dos comes e bebes de praxe, o ‘Parabéns para o Clube’, regado a discursos de Norma, Evandro e Rita.

  



Ah, já estou com saudades!


2 comentários:

  1. Muito bom rever vocês. Valeu a pena escapulir do trabalho rsrs. Obrigada e parabéns aos organizadores e colaboradores que sempre fazem de tudo para nos acolher com o maior carinho.

    ResponderExcluir

Prezado leitor, em função da publicação de spams no campo comentários, fomos obrigados a moderá-los. Seu comentário estará visível assim que pudermos lê-lo. Agradecemos a compreensão.