CLIc: uma janela aberta às mentalidades coletivas

A literary think tank

O Clube de leituras não obrigatórias

Fundado em 28 de Setembro de 1998

16 de julho de 2017

Como Ler "Ulisses"

Leituras associadas - Ulisses: James Joyce --- Homem comum enfim: Anthony Burgess (uma introdução a James Joyce para o leitor comum)



Criado por Revisões wikiHow

Vamos lá! É Ulisses. Considerado por muitos o segundo livro mais difícil escrito em língua inglesa (em especial porque o primeiro da lista requer bons conhecimentos de outros oito idiomas), ler Ulisses é uma tarefa divertida e provocativa. Apesar de sua reputação, esse romance não é penoso de ser lido.




Passos

1
Entenda Ulisses. Antes de aprender como lê-lo, é preciso reconhecer o terreno.Ulisses é composto por 18 episódios (ou capítulos). Cada um destes episódios foi seriado separadamente, sendo particulares e diferentes dos outros. Por exemplo: O episódio 14 é uma paródia dos grandes autores da língua inglesa, de Chaucer a Dickens, e o episódio 18 é um extenso monólogo de cerca de 10.000 palavras que engloba duas imensas orações coordenadas. Cada episódio aparenta pertencer a um livro completamente diferente, e é aí onde reside a beleza da obra.

2
Não use um guia de leitura. Ao realizar um estudo acadêmico formal de Ulisses, você precisará comprar um tipo de guia de leitura. Eles têm cerca de 400 páginas e esmiúçam Ulisses. Isso é muito bom, dado que esse romance é repleto de trocadilhos e referências esotéricas, e os guias de leitura explicam tudo. Entretanto, pular de guia em guia é bastante enfadonho. A melhor maneira de ler Ulisses, se a intenção é ter uma leitura agradável, é pular de cabeça, poupando todos os guias de leitura para um curso universitário.

3
Entenda que é um texto engraçado. Não, sério... são 700 páginas hilárias. A ideia central do romance é a de que Joyce pega os heróis épicos de Odisseia e os transforma nos patéticos Dublinenses. O final do episódio 4 destaca uma piada escatológica de 10 páginas na mesma linguagem erudita presente em Odisseia. Compreender que cada frase possui um substrato cômico implícito, seja uma referência esotérica à literatura ou um trocadilho sutil, transforma Ulisses numa comédia muito inteligente.

4
Você não entenderá tudo. Em especial porque foi assim mesmo que Joyce arquitetou seu livro. Não entender tudo é parte da piada, e há humor nisso. Ria sempre que você não captar algo, pois você acabou de participar de uma das mais brilhantes pegadinhas da literatura.

5
Não tenha pressa com cada capítulo. Dado que cada episódio é escrito de modo diferente, leva algumas páginas até acostumar-se com o ritmo.

6
Conheça o episódio. Visto que eles são divergentes em estilo, saber o que esperar logo de início pode ser de grande valia. Assim sendo, aqui vai uma lista de todos os episódios e seu traço cômico.
  • Episódio 1: Romance normal.
  • Episódio 2: Um catecismo informal.
  • Episódio 3: Monólogo masculino elitista.
  • Episódio 4: Provocações cômicas de grandes heróis do passado.
  • Episódio 5: A natureza hipnótica da religião.
  • Episódio 6: Morte.
  • Episódio 7: Caçoada ao jornalismo (é escrito como um jornal, preste atenção às manchetes).
  • Episódio 8: Trocadilhos com comidas. Tudo pode ser comido e tudo come neste capítulo.
  • Episódio 9: Zombaria a Hamlet e aos elitistas que debatem peças obscuras da literatura (também caçoando de alguns eruditos que posteriormente analisariam Ulisses).
  • Episódio 10: Esse capítulo em nada tem a ver com as personagens principais. É, ao contrário, um monte de contos acerca das personagens secundárias. O humor provém da falta de propósito e de que a maior parte das personagens secundárias fazem graça das principais.
  • Episódio 11: Tudo é um trocadilho musical. Muitas onomatopeias são usadas.
  • Episódio 12: Há dois narradores: um é muitíssimo coloquial, chegando ao ponto de não fazer sentido, e o outro é super científico, também beirando a falta de nexo. A competição entre ambos gera a comédia.
  • Episódio 13: Narrado por uma jovem menina, e tudo é uma piada sexual.
  • Episódio 14: Uma paródia bem elaborada de todos os figurões da literatura inglesa.
  • Episódio 15: Escrito como uma peça alucinógena no distrito da luz vermelha.
  • Episódio 16: Esse capítulo é bastante ambíguo, e a comédia surge da confusão de personagens por outras personagens.
  • Episódio 17: Escrito como um catecismo, o riso é provocado pela questão super científica e a resposta aplicada ao trivial.
  • Episódio 18: Fluxo de consciência da esposa de Bloom.
7
Use um esquema. Joyce escreveu dois organizadores gráficos, chamados de esquemas. Eles podem ser encontrados (em inglês) aqui:http://en.wikipedia.org/wiki/Linati_schema_for_Ulysses e aqui:http://en.wikipedia.org/wiki/Gilbert_schema_for_Ulysses


8
Leia em voz alta. Muitos trocadilhos fazem mais sentido quando escutados em voz alta.


9
Defina um cronograma. Ler esse romance é difícil, e por isso ter um cronograma planejado ajuda a não desistir da leitura.

10
Leia outras obras de James Joyce antes. Uma boa parte de Ulisses zomba de Dublinenses e Retrato do Artista quando Jovem, portanto lê-los antes lhe permitirá fazer contato com o estilo de Joyce e ter o conhecimento prévio necessário para algumas piadas do autor.

11
Anote. Ao entender uma piada, anote nas margens. Isso o auxiliará com outras piadas similares.


12
Ria. Essa é uma obra de ficção cômica. Ria alto. Ria de tudo. É divertido.



Dicas

  • Não desanime! Não é tarefa simples, mas é exequível.
  • Forme um grupo de amigos para ler com você. Duas cabeças pensam melhor que uma, em particular na tentativa de desvendar os trocadilhos complexos que James Joyce emprega.
  • Eu tinha 16 anos quando li Ulisses pela primeira vez. Se um adolescente consegue, você também pode.

Avisos

  • Ao começar a ler Ulisses, você começará a falar sobre Ulisses; ao falar sobreUlisses, você estará a um passo de perder amigos.

Materiais necessários

  • Uma cópia de Ulisses (de preferência uma com margens grandes).
  • Tempo.
  • Uma caneta para anotações.



Um comentário:

  1. Na Odisseia é o filho, Telêmaco, que procura o pai (tema que Joyce inverte nesse Ulisses, onde Leopold Bloom percorre Dublin inconsciente à procura de Stephen Dedalus, que faz o papel de filho perdido). Stephen substitui na fantasia de Bloom a criança que Molly perdera.

    ResponderExcluir

Prezado leitor, em função da publicação de spams no campo comentários, fomos obrigados a moderá-los. Seu comentário estará visível assim que pudermos lê-lo. Agradecemos a compreensão.